Notícias

A- A+

A importância da consulta pré-anestésica

08/2018

Coordenadora de anestesiologia do Hospital Unimed Maceió explica os cuidados necessários antes de uma cirurgia

Drª Humberli G. C. Vitorino é médica cooperada da Unimed Maceió e coordenadora de Anestesiologia do Hospital Unimed

Drª Humberli G. C. Vitorino é médica cooperada da Unimed Maceió e coordenadora de Anestesiologia do Hospital Unimed

A preparação para realizar uma cirurgia é muito importante e a consulta pré-anestésica contribui para o sucesso do procedimento. Drª Humberli G. C. Vitorino, médica cooperada da Unimed Maceió e coordenadora de Anestesiologia do Hospital Unimed, explica que, apesar de não ser necessariamente o mesmo profissional que faz a consulta pré-anestésica que fará a anestesia, é através da consulta  que o anestesiologista conhece o histórico clínico do paciente, solicita exames,  quando necessários, encaminha para avaliações de outros profissionais (a depender das patologias do paciente), esclarece dúvidas, orienta sobre o pré-operatório e consegue definir qual a técnica anestésica mais adequada.

“É a melhor forma de o médico anestesiologista saber a real condição clínica do paciente e tomar as devidas precauções para evitar intercorrências e/ou já estar preparado caso elas ocorram. Também é o momento em que o paciente é orientado quanto ao pré e pós-anestésico e serão sanadas todas as dúvidas sobre o ato anestésico”, destaca a coordenadora.

“É na consulta pré-anestésica que falamos sobre jejum, continuidade ou não de medicamentos, pós-operatório em UTI (caso necessário), os tipos de anestesia possíveis, suas vantagens e desvantagens. Também ocorrem algumas orientações, tais como, remoção de peças dentárias móveis (dentaduras), evitar uso de acessórios (óculos, lentes de contato, brincos, anéis, alianças, entre outros), parar de fumar pelo menos 48 horas antes da cirurgia, etc. Após todas as explicações, o médico e o paciente lêem o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido para o ato anestésico e assinam o documento, autorizando o procedimento”, explica Drª Humberli Vitorino.

A consulta pré-anestésica é obrigatória para todos os pacientes que serão submetidos a cirurgias eletivas (agendadas). No caso dos pacientes hospitalizados, mas com cirurgia programada, será realizada uma avaliação pré-anestésica no próprio hospital.

No caso das gestantes, ressalta-se que estas devem realizar a consulta pré-anestesica a partir da 34ª semana e até a 36ª semana de gravidez, independentemente da via de parto escolhida (parto normal ou cesariana), pois caso ocorra alguma intercorrência no trabalho de parto poderá ser indicada a cesariana.