Notícias

A- A+

Cuidado com o surgimento de manchas na pele

01/2018

Veja o que é e como tratar a hanseníase; diagnóstico precoce ajuda na cura

Assessoria de Comunicação - Unimed Maceió Dra. Maria do Socorro Ventura diz que doença ainda prevalece no Brasil porque os pacientes demoram a procurar o serviço de saúde

Dra. Maria do Socorro Ventura diz que doença ainda prevalece no Brasil porque os pacientes demoram a procurar o serviço de saúde

Se você notar manchas brancas ou avermelhadas na pele, com perda de sensibilidade, cuidado, pode ser hanseníase. A próxima quarta-feira (24) é o Dia Mundial do Hanseniano. A médica dermatologista da Unimed Maceió, Dra. Maria do Socorro Ventura, destaca que, quanto mais cedo o diagnóstico, mais rápida é a cura. 
 
No Brasil, há cerca de 30 mil novos casos por ano, com alta incidência nas regiões Nordeste, Norte e Centro-oeste. A hanseníase é uma doença infectocontagiosa, causada pelo bacilo de Hansen (Mycobacterium leprae). A especialista da Unimed Maceió destaca que a falta de diagnóstico precoce e as condições socioeconômicas da população também interferem, negativamente, na erradicação do problema. 
 
“A hanseníase tem cura, o tratamento é gratuito pelo SUS, e dura de seis meses a um ano, dependendo da forma da doença. A patologia ainda prevalece no Brasil porque os pacientes demoram a procurar o serviço de saúde. Por iniciar apenas com manchas na pele, alguns pacientes negligenciam os sintomas e só procuram o médico quando a doença já está avançada, em fase de transmissão e com sequelas”, alerta Dra. Maria do Socorro Ventura.